Como escolher um nobreak

Como escolher um nobreak

Eduardo Passos Infraestrutura de TI Leave a Comment

Quando se fala em proteção de dados, pensamos em vários tipos de soluções diferentes. A primeira coisa que vem na mente de alguns é o backup, em outros é a solução de segurança (Antivirus, Firewall e etc.). Mas o primeiro ponto que devemos considerar quando estamos pensando em estratégias para proteção dos nossos dados, é o nobreak. Sim, saber como escolher um nobreak adequado é o primeiro passo para ter os seus dados seguros.

Como escolher nobreak?

Todos sabem como a infraestrutura básica no Brasil é péssima. Nossa rede elétrica segue a mesma linha, com as concessionárias de energia fornecendo eletricidade com constantes picos e quedas que, em equipamentos extremamente sensíveis como servidores e storage, podem ocasionar falhas irreversíveis de perda de dados e até a queima do equipamento.

Neste artigo abordaremos os seguintes pontos.

  1. O que é um nobreak.
  2. Os diferentes tipos de nobreak
  3. Qual tipo de nobreak é mais indicado para você
  4. Como dimensionar um nobreak corretamente

Vamos por a mão na massa.

O que é um nobreak

O nobreak é, explicando de um forma bem simples, o dispositivo que filtra a energia elétrica fornecida a um determinado equipamento e o mantém ligado por um determinado tempo quando não se tem energia elétrica na tomada. Seu uso é obrigatório para equipamentos onde é preciso que o mesmo fique ligado 24 horas por dia os 7 dias da semana.

Como escolher um nobreak

Um nobreak é muito mais que um monte de baterias ligadas juntas.

Um nobreak faz muito mais que somente evitar que um equipamento desligue por falta de energia elétrica. Ele é que filtra a energia fornecida pela concessionária, entregando alimentação de qualidade para equipamentos sensíveis.

 

Como funciona o nobreak

O nobreak funciona monitorando constantemente a energia fornecida pela concessionária, corrigindo variações na rede e entregando um energia “limpa”, evitando danos e perdas de informações em equipamentos sensíveis. Em caso de ausência de energia, o nobreak passa a fornecer a energia que armazenou em suas baterias de forma quase instantânea.

Esta explicação simplista acima, pode acabar levando ao engano que qualquer nobreak é igual ao outro. Além das diferentes capacidades, existem vários tipos de nobreak, que é o que veremos a seguir.

Os diferentes tipos de nobreak

 Nobreaks offline

Este é o tipo de nobreak mais barato e antigo que existe no mercado. Nele a energia é entregue diretamente ao equipamento protegido, sendo somente filtrada. Em paralelo temos a bateria e o inversor, que assume em caso de queda de energia. O circuito responsável pelo chaveamento demora alguns milisegundos para fazer a troca e é por isso que este tipo de nobreak não é indicado para equipamentos mais sensíveis como: servidores, storage e equipamentos hospitalares.

Nobreaks de linha interativa ou line interactive

Trata-se de uma evolução do modelo offline. Aqui já uma regulagem da tensão, aumentando ou diminuindo a energia da rede conforme necessário, antes de repassá-la para os equipamentos protegidos ou alimentar a bateria do nobreak. A grande diferença é que o inversor fica ligado direto e um circuito de monitoramento se encarrega de verificar a tensão e usar a energia do inversor em caso de queda.

Nobreaks de dupla conversão online

Nestes modelos a alimentação para os equipamentos protegidos é sempre fornecida pela bateria do nobreak.  A grande vantagem é que os equipamentos protegidos ficam completamente isolados da rede elétrica e não estão suscetíveis as variações e surtos que possam ocorrer. É a opção mais indicada para equipamentos sensíveis.

Uma última diferença

Outro fator importante que  diferencia os nobreaks é o formato de onda da saída do inversor. Quando o nobreak usa as baterias, o inversor precisa transformar a corrente contínua das baterias em corrente alternada. Basicamente, a corrente contínua é uma linha reta e constante, enquanto a corrente alternada é uma onda analógica que oscila 60 vezes por segundo (60 Hz).

Nobreaks muito baratos geram ondas quadradas onde a tensão varia de forma abrupta. É difícil encontrar nobreaks no mercado com ondas quadradas mas é importante que verifique isso antes de comprar um nobreak. Este tipo pode danificar seus equipamentos caso seja frequente as quedas de energia.

Existe um outro tipo de nobreak que gera ondas senoidais por aproximação, onde as variações são feitas em um intervalo maior, prejudicando menos os equipamentos ligados. Muitos fabricantes atuais oferecem nobreaks com este tipo de onda, principalmente para nobreaks de entrada e de baixa carga.

Outro tipo de nobreak é o que oferece onda senoidal pura e que são os modelos mais indicados para proteção de equipamentos críticos.

Não existe uma relação entre o formato de onda e o tipo de nobreak. Por isso, é importante que verifique os dois itens nas especificações do nobreak que pretende adquirir.

Qual o tipo de nobreak é mais indicado para mim empresa ?

Esta é uma pergunta que não tem uma resposta simples. Vários fatores tem que ser analisados e talvez precise de uma ajuda externa de um consultor ( Fale com a Infobusiness 🙂 ). Mas existem alguns pontos que podem ajudar a decidir qual o tipo de nobreak mais indicado.

Qual tipo de equipamento que vai proteger ?

Se for um computador com um monitor somente, um nobreak do tipo line interactive com onda senoidal por aproximação atende perfeitamente. Já quando estamos falando de servidores ou mesmo de um datacenter completo, é obvio que deverá ser um nobreak de dupla conversão online com senoidal pura. Além disso, temos que avaliar alguns pontos:

  • Qual a tensão da rede ?
  • Há aterramento ?
  • Qual a carga em watts somada de todos os equipamentos que serão protegidos ?
  • Há espaço para o nobreak no rack ou terei que colocar ele fora do rack ?
  • Há suporte estrutural para a instalação do nobreak ? Nobreaks costumam pesar muito, o que pode inviabilizar a sua instalação no local que imaginava.
  • Há a necessidade de gerenciamento centralizado ?

Esses são fatores que devem ser levados em conta na hora de escolher o fabricante e tipo de modelo de nobreak que irá adquirir.

Quer saber qual o nobreak ideal para você?

Clique no botão ao lado e nos fale o que precisa. Um de nossos consultores irá ajudá-lo sem compromisso.

Como dimensionar um nobreak ?

Sobre a capacidade

Liste todos os equipamentos que serão protegidos pelo nobreak e some as suas cargas. A capacidade dos nobreaks é medida em VA (Voltampere), já a carga dos equipamentos é medida em Watts.

A capacidade de um nobreak nunca pode ser inferior a carga total dos equipamentos a serem protegidos. Para transformar VA para Watts, multiplique a capacidade do nobreak em VA pelo seu fator de potencia, assim, você encontrará a capacidade do nobreak em Watts. Agora verifique se a capacidade do nobreak escolhido é superior a soma das cargas dos equipamentos a serem protegidos. Considere sempre uma margem de segurança de mais 20%.

Sobre a autonomia

Depois de determinar o nobreak adequado para suportar a carga de seus equipamentos, é hora de pensar em quanto tempo você deseja que esse nobreak mantenha os equipamentos ligados em caso de falta de energia. Lembre-se que aqui não existe uma conta exata, e tudo vai depender de quanta carga você coloca sobre o nobreak. Quanto mais carga, menos tempo de autonomia.

Pense em quanto tempo precisa para desligar seus equipamentos de forma segura em caso de falta de energia. Lembre-se que o nobreak é indicado para suportar os equipamentos pelo menor tempo possível para que consiga desliga-los de forma segura. Se precisar que os equipamentos continuem ligados por tempo indefinido, na ausência de fornecimento por parte da concessionária, o mais indicado é que utilize um gerador em conjunto com o nobreak.

Independente disso, se precisa de autonomia maior que alguns minutos, sugiro que escolha um nobreak que permita a ligação com módulos de bateria externo, o que aumenta consideravelmente a autonomia.

Sobre gerenciamento

Outro fator importante a considerar é o gerenciamento do nobreak. Escolha fornecedores de nobreak que ofereçam algum tipo de gerenciamento, com possibilidade de monitoramento externo, envio de alertas e integração com seus servidores para desligamento seguro em caso de falta de energia.

Conclusão

Espero que agora você consiga ter a noção de como é importante definir o nobreak correto para suas necessidades e não se deixar levar por aventureiros, que sempre oferecem opções baratas de marcas desconhecidas.

De forma resumida, as informações que precisa levantar para saber como escolher um nobreak adequadamente são:

  1. Qual a tensão da sua rede elétrica? 110 ou 220v ?
  2. Precisa de uma solução monofásica ou trifásica ?
  3.  Vai querer montar em um rack ou vai colocar no chão do datacenter ?
  4. Seu datacenter suporta o peso e tem espaço para o nobreak ?
  5. Qual a carga total em watts dos equipamentos a serem protegidos ?
  6. Quando tempo de autonomia precisa ?

Quer saber qual o nobreak ideal para você?

Clique no botão ao lado e nos fale o que precisa. Um de nossos consultores irá ajudá-lo sem compromisso.