Dynamic Memory no Service Pack 1

Eduardo Passos Licenciamento de software 0 Comments

Um dos importantes lançamentos contidos no service pack 1 do Windows Server 2008R2 é o Dynamic Memory.

Este recurso permitirá que as máquinas virtuais usem a memória de uma maneira muito mais eficiente . Antes do lançamento, hosts Hyper-V não suportavam qualquer tipo de excesso de assinatura de memória para suas VMs. Basicamente, se você tinha 12 GBs de RAM (excluindo a reserva de host) com 3 VMs que requeriam 4 GBs cada, você estava estritamente limitado a 3 VMs nesse host. Agora, vamos dizer que as VMs sempre precisam 3 GBs cada, ou quem só precisam de 4 GBs em ocasiões muito raras. De qualquer maneira, você teria 3 GBs de RAM desperdiçado. Excesso de uso de processador sempre foi possível, mas memória sempre foi um recurso finito e distinto.

O ganho de eficiência principal aqui é que Hyper-V agora pode automaticamente alocar memória para VMs  conforme necessário. Portanto, seu host de 12 GB irá prover memória para suas VMs baseado em demanda de cargas de trabalho e aplicativos executados dentro da VM. Você pode definir cotas e buffers para cada VM mas o resultado final é que memória é configurada e usada somente quando a memória é necessária. Isso elimina completamente a necessidade de atribuir e desperdiçar, grandes quantidades de memória ao planejar a utilização potencial de pico. Tornado assim possivel aumentar a densidade de VM´s por host.

Todos sabemos que a virtualização já substancialmente pode diminuir a quantidade de servidores físicos necessários em seu data center, e agora com a memória dinâmica pode ajudar a melhorar ainda mais essa relação de consolidação. Ganhar eficiência é o objetivo número um da virtualização e memória dinâmica é apenas mais um dos aspectos que tornam a virtualização mais atraente.