Reduzindo custos e melhorando o gerenciamento com Thin Clients

Eduardo Passos Infraestrutura de TI Leave a Comment

Atualmente muitas organizações consideram fatores que podem ocasionar economias substânciais em seus orçamentos. Todavia isso não deve significar perda de agilidade nos negócios, muito pelo contrário, aumentar os lucros e ao mesmo reduzir custos é um desafio real para empresas de todos os tamanhos.

Soluções de virtualização de cliente utilizam a potência compatilhamento centralizado de recursos de computação (servidores) para fornecer acesso a uma tradicional
experiência de computação desktop para usuários finais, mas em um mais barato e mais controlado método. A combinação de dispositivos de acesso de baixo custo, eficiência energética e softwares que criam, entregam e permitem gerenciar centralmente sessões de usuário virtual é um pacote poderoso que pode transformar a maneira como as empresas usam e pensam sobre seus
serviços de computação para cliente.

Nos últimos dez anos, PCs tornaram-se uma parte essencial dos negócios. As pessoas precisam de computadores para realizar seus trabalhos, pura e simplesmente. No entanto, a computação evoluiu desde a criação do computador pessoal, e as empresas têm agora a opção de ativar  dispositivos alternativos como thin clients para entregar computação empresarial em uma fração do custos mais reduzido do que os tradicionais computadores.

O que esta por de trás do uso de dispositivos leves como thin clients é um conceito bastante conhecido e que é amplamente utilizado em milhões de organizações ao redor do mundo. O conceito de desktop virtualizado, aonde o processamento e armazenamento de informações deixar de estar no "computador" do usuário e passa a ser feito centralmente em um servidor que tem a função de entregar uma experiência idêntica ou senão bastante próxima a de um desktop convencional.

Os beneficíos por de trás do conceito são vários:

  • Armazenamento centralizado. Com todos os dados armazenados em um local central, os backups são mais fáceis de serem implementados.
  • Gerenciamento centralizado. Os departamentos de TI podem facilmente assegurar que todos os últimos patches de segurança do sistema operacional e versões de aplicativos que estão sendo usados por todos os usuários e os usuários finais estão atualizados e em conformidade com os acordos de licença.
  • Segurança aprimorada. Por conta do gerenciamento e armazenamento centralizado de aplicações críticas e dados vitais, os departamentos de TI podem limitar o acesso a infra-estrutura de dados, criando um ambiente mais seguro.
  • É possível reduzir os custos de suporte de cliente. Controlando o que os usuários finais podem instalar e executar em seus dispositivos de cliente, os departamentos de TI podem evitar problemas com software irregular.
  • Uso mais eficiente dos recursos. Através da movimentação tarefas de computação móvel para servidores centralizados, os departamentos de TI podem eliminar recursos desperdiçados em dekstops, redução de custos de hardware, manutenção e energia.

Nesta estratégia que visa sobretudo redução de custo total de propriedade o uso de thin clients é algo que é sempre considerado.

Dispositivos thin client são computadores simples projetados para executar aplicativos de um servidor central. Desktops e thin clients são parecidos e  podem exibir a mesma interface desktop comumente usada do Windows para o usuário final e têm os mesmos recursos, como teclado, mouse, portas seriais e paralelas e conectividade de rede. Mas ao mesmo tempo, thin clients são muito diferentes. Eles têm requisitos mais baixos de processamento e podem reduzir os requisitos de memória mais do que desktops, e ainda assim proporcionando uma experiência de usuário final idêntica.

Thin clients são literalmente menores, algumas do tamanho de uma caixa de CD e a maioria não possuem unidades removíveis (ou quaisquer unidades), tornando impossível para quem os usa roubar dados eletrônicos em disquete ou introduzir vírus pela rede.

Outro aspecto primordial relacionado ao uso destes disposivitos é o baixo consumo de energia, com alguns modelos usando até 85% menos energia do que desktops tradicionais.

Evidentemente o uso de dispositivos assim é limitado a demanda existente, em alguns cenários como usuários que precisam de alto poder de processamento, o custo para implementar o uso de dispositivos assim talvez aumente consideravelmente e seja melhor partir para desktops ou workstations convencionais. Todavia, em casos de trabalhadores que executam tarefas constantes e repetitivas e que não demandam necessidades muito intensas a virtualização de desktop seja baseada em sessão(terminal services) seja pefeitamente aplicada.

Para mais detalhes relacionados a oferta de soluções de virtualização de desktops fazendo uso de thin clients e serviços de terminal entre em contato comigo.

Até breve