fbpx

Aperfeiçoamentos no Remote Desktops Services

O RDS(Remote Desktop Services) é parte das tecnologias de infra-estrutura de desktop virtual (VDI) da Microsoft, sendo aperfeiçoado cada vez mais e se tornando bem mais do que era nos tempos do Terminal Services.

No Windows Server 2012 teremos novos recursos que irão tornar a experiência de uso e administrativa ainda mais interessante. A melhoria mais interessante é a capacidade dos profissionais de TI para criar um "pool virtual de desktops ",  que é um modelo da área de trabalho que deve ser usado por todos os usuários VDI em uma organização. Um lote inteiro de desktops virtuais pode ser criado usando o modelo padrão. Um profissional de TI só tem que manter o ciclo de atualizações de paths para o modelo único e não para os vários usuários.

A Microsoft também criou uma maneira para a personalização de cada área de trabalho virtual a ser definida. Quando um usuário efetua logon, suas configurações de personalização ficam  "montadas" através de uma tecnologia de "disco de perfil de usuário". O processo funciona mesmo com áreas de trabalho virtuais que foram criadas através de uma coleção em pool de área de trabalho virtual. Outra melhoria diz respeito às opções de armazenamento. O RDS herda as opções de armazenamento do Windows Server 2012, para que os usuários tenham a opção de executar VDI com SMB, SANs, ou DAS conectado.

Microsoft removeu a exigência de ter uma unidade de processamento gráfico físico  dispositivo de cliente para usar sua tecnologia RemoteFX. O RemoteFX pode suportar aplicações intensivas em gráficos, tais como programas de desenho do CAD/CAM, em dispositivos como clientes finos. Agora, o cliente  não precisa mais um GPU física para executar esses aplicativos.

A console de gerenciamento do Windows Server 2012, no utilitário Gerenciador do servidor, tem sua própria interface para manipular tarefas RDS. Ele suporta configuração, implantação e gerenciamento de todos os "componentes do RDS e servidores" e aproveita os novos recursos de gerenciamento no Windows Server 2012.

A Microsoft adicionou dois assistentes que criam as funções de servidor que precisam ser configuradas para implantar o RDS. O Assistente de "início rápido" é utilizado para configurar RDS em um servidor. O Assistente de "implantação padrão" ajuda executando RDS em vários servidores.

No RDS do Windows Server 2012 usa-se um serviço de função de agente de conexão de "ativos",  sem cluster. A Microsoft anteriormente exigia um cluster com um modelo de "ativo/passivo". A nova abordagem remove um potencial "ponto único de falha" e oferece suporte a "expansão" com o aumento das cargas de trabalho.

Eduardo Passos
Eduardo Passos
Diretor de serviços e produtos na Infobusiness Informática, com mais de 12 anos de experiência no mercado de TI brasileiro.

Deixe seu comentário