fbpx

Como comprar licenças do Windows Server 2016 corretamente?

Artigo originalmente criado em 22 de junho de 2016 e atualizado dia 24 de novembro de 2019.

O Windows Server 2019 já foi lançado mas ainda existem muitas empresas que precisam comprar ou regularizar o Windows Server 2016.

Ainda é possível comprar esta versão do Windows Server?

Mudou algo na licença do Windows Server 2016 com o lançamento da versão 2019?

Continue lendo nosso artigo e as respostas para essas e outras perguntas referentes ao Windows Server 2016.

Ainda é possível comprar o Windows Server 2016?

Infelizmente não. O Windows Server 2016 foi substituído pela versão 2019 como já falado acima.

Se você ainda não pode ou não quer usar o Windows Server 2019, não se preocupe, ainda é possível ter a versão 2016.

Para comprar o Windows Server 2016, basta comprar a licença do Windows Server 2019 através de algum contrato de licenciamento por volume como Open ou CSP, por exemplo, que você terá o direito ao downgrade.

Como é feito o downgrade de versão? Simples!

Após a compra, basta acessar o seu portal do VLSC e fazer o download da ISO da versão desejada do Windows Server no menu Downloads e Chaves.

Precisa de um orçamento?

Precisa de um orçamento do Windows Server para sua empresa? Então clique no botão ao lado e solicite o seu hoje mesmo!

O que muda do Windows Server 2012 para o 2016?

Já escrevemos um artigo sobre o Windows Server 2012 aqui.

O Windows Server 2016 trouxe uma série de novas tecnologias. As principais foram:

  • Agora existem diferenças técnicas entre as versões Standard e Datacenter;
  • Possibilidade de se trabalhar com contêiners;
  • Nano Server;
  • O modelo de licenciamento mudou. Agora a compra é baseada na quantidade de núcleos do processador e não mais na quantidade de processadores do servidor.

Estas mudanças irão obrigar os gestores de TI a repensarem a sua infraestrutura e acelerar a adoção de tecnologias de virtualização e computação na nuvem em suas empresas.

Neste artigo vamos nos concentrar em explicar como licenciar o Windows Server 2016, qual as regras de licenciamento e a política de preço.

Windows Server 2016 Standard

O Windows Server 2016 Standard ainda continua sendo a versão mais usada pelas empresas.

Isso ocorre porque ele já tem as principais funções que as empresas precisam tais como:

  • Active Directory Domain Services;
  • Application Server;
  • Failover Clustering;
  • Group Policy;
  • Hyper-V;
  • Remote Desktop Services;
  • Volume Activation;

Quais as diferenças das versões Standard e Datacenter?

Diferente das versões anteriores, o Win Server 2016 Datacenter tem alguns recursos a mais em relação a versão Standard

Abaixo deixo uma tabela que ilustra essas diferenças.

Comparativo entre o Windows Server 2016 Standard e Datacenter

E o Windows Server 2016 Essentials. O que muda?

O Windows Server 2016 Essentials é uma versão desenvolvida pela Microsoft exclusivamente para empresas com menos de 25 funcionários.

Esta é uma versão mais simples do Windows Server, onde o grande benefício é que não é necessário muito conhecimento técnico para implementar este servidor.

É bom lembrar que a versão Essentials tem uma série de limitações. São elas:

  • Não possui o Remote Desktop Services (Antigo Terminal Service).
  • Não possui o Hyper-V.
  • Limitada ao no máximo 25 dispositivos na rede.

É recomendado que seja feito um teste antes de comprar para ter certeza que esta versão atende as necessidades da sua empresa.

Você pode baixar a versão de teste aqui.

Como comprar Windows Server 2016 corretamente?

A versão 2016 do Windows Server trouxe uma mudança importante na forma com o produto era licenciado até então.

O licenciamento do servidor passou a ser pela quantidade total de Cores (núcleos) do servidor onde será instalado e não mais pela quantidade de processadores.

Antes de explicarmos melhor essa mudança, vamos rever como o Windows Server 2012 era comprado.

Falando especificamente só da licença do servidor, uma licença do Windows Server 2012 licenciava um servidor com até 02 processadores.

Se o servidor tivesse 04 processadores você teria que comprar duas licenças do Windows Server para aquele mesmo servidor.

Pois bem, é exatamente isso que mudou nas versões do 2016 em diante.

Agora o que importa não é a quantidade de processadores, mas sim a quantidade de núcleos de processador que o servidor possui.

Exemplo do novo modelo de licenciamento do Windows Server

Imagine uma empresa com 50 máquinas e 01 servidor para AD e File Server.

Suponhamos que o servidor terá somente 01 processador com 08 núcleos. Como ficaria o licenciamento deste ambiente considerando o novo modelo de licenciamento do Windows Server ?

A empresa teria que comprar as seguintes licenças:

08 Windows Server 2016 Standard
50 CALs de acesso por dispositivo

Agora vamos mudar o exercício

Agora vamos supor que o ambiente seja uma empresa com 100 máquinas e 01 servidor que fará o papel de controlador de domínio e que este servidor possui 02 processadores com 12 núcleos cada.

Como ficaria o licenciamento deste servidor no novo modelo?

12 Win Server 2016 Standard
100 CALs de acesso por dispositivo

Conclusão

Espero que este artigo possa ter ajudado a entender a mudança no modelo de licenciamento do Windows Server na versão 2016.

Solicite um orçamento

Preencha o formulário abaixo e receba um orçamento personalizado para sua empresa.

Eduardo Passos
Eduardo Passos
Diretor de serviços e produtos na Infobusiness Informática, com mais de 12 anos de experiência no mercado de TI brasileiro.